Pular para o conteúdo

Cheque Devolvido Motivo 22 – Entenda porque retornou

O que significa quando um cheque é devolvido pelo motivo 22? Esse erro pode aparecer tanto na conta de quem emitiu quanto de quem ia receber o dinheiro.

Existem muitos erros que podem acontecer durante a compensação de um cheque. Cada um deles com um objetivo especifico.

No entanto, por mais que seja chato, o banco apenas retém esses cheques para segurança do emissor ou de quem tentou descontar o mesmo.

Com o objetivo de esclarecer todas as suas dúvidas sobre cheque devolvido por motivo 22, nós preparamos esse conteúdo completo.

É importante que você saiba que não tem diferença de bancos, os erros de cheques são os mesmos para todos. Confira!

O que significa cheque devolvido motivo 22?

É fato que é bastante constrangedor ter um cheque retido ou devolvido pelo banco, seja por qualquer motivo.

Isso geralmente acontece por conta de dados inseridos de forma equivocada durante o preenchimento ou falta de fundos na conta.

Por motivos de segurança do emissor do cheque, qualquer dado que esteja preenchido de forma não natural pode ser barrado pelo atendente do banco.

Existem vários motivos que impedem a compensação de um cheque. No caso do motivo 22, ele está diretamente relacionado com: “divergência ou insuficiência da assinatura do emissor”, descrição segundo o Banco Central.

Traduzindo, o Banco Central quer dizer: O cheque apresentado possui uma assinatura diferente daquela que está guardada no histórico do banco. Com isso, fica impossível descontar o cheque até regularização ou atualização da assinatura.

Exemplos clássicos de cheque devolvido por motivo 22:

Assinatura diferente: Digamos que um cliente chamado “Rodrigo Queiroz de Souza”, mantenha a sua assinatura no banco como “Rodrigo Q. de Souza”. No entanto, involuntariamente assina com o nome completo, logo é motivo suficiente para não compensar o cheque;

Letra diferente ou suspeita: Por mais que a assinatura seja similar, em caso de desconfiança por parte do funcionário, o cheque pode ser impedido.

De certa forma, ter um cheque devolvido por motivo 22 é um dos menores problemas do emissor.

Nó tópico seguinte, vamos te apresentar algumas soluções para você reverter esse problema e ter o seu cheque compensado.

E agora, o que posso fazer?

Conforme descrito no tópico anterior, o problema do motivo 22 não tem relação com conta sem fundos suficientes, mas sim com dados incorretos.

Entretanto, em ambos os motivos, o portador do cheque não consegue sacar o dinheiro. Nesse caso, os dois lados são prejudicados.

No caso do emissor do cheque, vai haver o constrangimento porque certamente o portador vai tentar descontar novamente ou vai entrar em contato para resolver a questão, principalmente se você fez um empréstimo com cheque.

Por outro lado, o beneficiário ficará sem o valor prometido.

Para resolver o problema de cheque devolvido por motivo 22 existem dois caminhos. São eles:

  • Apresentar o cheque novamente: Muitas pessoas quando não conseguem receber o dinheiro apresentado no cheque, voltam até a agência para tentar depositar novamente. No entanto, as chances de compensação são muito pequenas e não valem o tempo gasto;
  • Emissão de novo cheque: Muitos emissores nem se dão conta que tiveram cheques devolvidos em seu extrato. Dessa forma, a melhor opção é o beneficiário entrar em contato com o emissor para explicar o ocorrido e solicitar a emissão de um novo cheque.

Como vimos acima, das duas únicas opções disponíveis, a melhor é entrar em contato com a pessoa que preencheu o cheque e solicitar uma nova folha.

Como não correr o risco de ter um cheque devolvido por motivo 22?

No caso do emissor do cheque, sempre mantenha a assinatura atualizada no banco. Em algumas situações, a assinatura deixada no cartório de registros é diferente da realizada no banco.

Para cheques, a assinatura que é levada em consideração é a realizada dentro da agência.

Preencha o papel com calma, descreva o valor por extenso e as outras informações corretamente.

Por outro lado, o recebedor do cheque precisa estar sempre próximo do emissor. Por isso, solicite um número de telefone para resolver questões futuras.

Opte por cheques que são preenchidos na hora. Dessa forma, você consegue até mesmo auxiliar o emissor na hora do preenchimento.

Outra coisa que precisa ser levada em conta é a data da emissão do cheque. Se for muito velho, recuse-o! Pois a conta pode estar no vermelho ou até mesmo encerrada.

Para aumentar ainda mais a segurança da transação, faça uma consulta por CPF ou CNPJ através de sistemas próprios para isso. Atualmente existem o CFF (Cadastro de Emitentes de Cheque sem fundos), SPC e Serasa.

Se após a consulta você não encontrar nenhum registro negativo, as chances de levar um calote são bem menores.

Conclusão

Agora você sabe que um cheque devolvido pelo motivo 22 é por conta de dados que foram preenchidos de forma errada ou suspeitas.

Para a regularização dessa situação, a melhor forma é entrar em contato com quem assinou pelo cheque e pedir a emissão de um novo com a assinatura correta.

E você? Tentou compensar um cheque e foi surpreendido pela devolução? Conte para nós nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Sair da versão mobile