Direitos que o cliente pensa que tem, mas na verdade não tem

Não é raro encontrar casos de pessoas que compraram algum produto que já chegou com algum tipo defeito de fabricação, itens faltando e outros. Nesse caso em especial, o cliente tem direito ao suporte devido, mas o lojista não é obrigado a solucionar o problema imediatamente. Conheça outras situações onde o cliente acha que tem razão, mas na verdade não tem.


  • direitos-do-consumidorFazer a troca de mercadorias em lojas físicas – É comum encontrar lojas de todos os tipos oferecerem trocas por cores, peças e produtos diferentes, mas isso é apenas um atrativo a mais para os clientes. Então antes de comprar em uma loja diferente, verifique a mesma faz trocas de mercadorias;
  • Desistência da compra: Outro caso comum, é verdade que o cliente tem o direito de desistir do negócio em até 7 dias corridos, desde que a compra seja realizada através da internet ou via telefone. Compras diretamente na loja física não entram nessa regra;
  • Produtos com defeito e a sua troca: Esse exemplo foi usado na introdução. O código do consumidor ampara o lojista com um prazo de até 30 dias para que o mesmo resolva o problema do produto com defeito vendido ao consumidor;
  • Direito ao dobro: Diferentemente do que muitos pensam, quando uma loja cobra mais do que o cliente deve, esse tem direito ao dobro do que foi cobrado a mais e não do total cobrado;
  • Cartões de crédito – Nenhum estabelecimento brasileiro é obrigado a aceitar cartões de crédito de nenhuma bandeira, mas é preciso deixar um aviso aos clientes para evitar constrangimentos na hora do pagamento;
  • Dois produtos com o mesmo preço: Caso o cliente se depare com um produto e dois preços diferentes, o que vale é sempre o menor. No entanto, caso houver um erro visível de exposição, o cliente não tem direito a levar. Por exemplo, um computador que vale R$1.500 oferecido por R$15;
  • Dívidas com mais de 5 anos: Esse é um pensamento errôneo que muitas pessoas têm. Mesmo que após de 5 anos o consumidor venha a sair da lista de inadimplentes, esse pode continuar a ser cobrado pela empresa normalmente;
  • Na hora de acionar o seguro do carro: Deu algum problema com o carro e precisa acionar o seguro? Simplesmente acione a seguradora primeiro, não vá diretamente até um mecânico ou ligue para um guincho, pois assim você poderá ter problemas depois;

Tem mais alguma dúvida? Deixe nos comentários.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.